Black Café recebe Selo da Acessibilidade

Com o objetivo de classificar bares, restaurantes e outros estabelecimentos que respeitam as normas de inclusão social,

media_0d086703-940b-4f05-a156-8fe25ba28443_8104648cd74b94d6aa9fa3c9.png




Com o objetivo de classificar bares, restaurantes e outros estabelecimentos que respeitam as normas de inclusão social, o Conselho Estadual das Pessoas com Deficiência de Sergipe criou o Selo de Acessibilidade. O Black Café, localizado Rua Cherobina de Carvalho Pinto, no Bairro Garcia, em Aracaju, foi um dos contemplados com o documento.

A ideia do conselho é mapear os comerciantes que respeitam a lei de acessibilidade e garantem o direito de ir e vir de todos a população, incluindo os portadores de necessidades especiais. A vistoria é feita nos estabelecimentos por pessoas com deficiência física e visual, observando as rampas, piso tátil e banheiros adaptados.

De acordo com o presidente do Conselho Estadual das Pessoas com Deficiância, Antônio Luiz dos Santos, a meta é que os estabelecimentos se adequem a lei da acessibilidade. “As primeiras observações são as não conformidades com a legislação em vigor. Também fazemos uma proposta para que o empresariado se adequem para ter a pessoa com deficiência como seu cliente, oferecendo uma estrutura, afinal, somos meio milhão de pessoas em Sergipe”.

O empresário Alexandre Wendel, proprietário do Black Café, falou com entusiasmo sobre o selo. “O Selo do Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência só vem a engrandecer o estabelecimento, mais também demonstrar que temos está preocupação. Nós temos um cardápio para deficiente visual, temos todos os acessos como manda a lei e banheiros totalmente adaptados”, finalizou.